quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Resenhas Nacionais - Os Mistérios de Warthia, Livro Um: A Profecia de Mídria

Pessoas lindas, olá!

Cá estou eu com mais uma resenha, a qual eu estou EMPOLGADÍSSIMA para fazer! Uma das melhores coisas nesse projeto de fazer resenhas nacionais é perceber o quanto nossos autores nacionais são incríveis e talentosos. Para corroborar com minha afirmação, hoje venho trazer a resenha da série Os Mistérios de Warthia, Livro Um: A Profecia de Mídria, da autora Denise Flaibam. Foi um um mero acaso que iniciei esse livro, e só posso agradecer por meros acasos existirem, porque pude apreciar uma obra excelente!

Antes de qualquer coisa, preciso elogiar a autora e sua capacidade absurda de criar um universo totalmente magnífico, dotado de todos os detalhes que dão asas à imaginação, desde nome de raças à feitiços e invocações completamente autênticas. Warthia, como o título elucida, é um Reino mágico cheio de mistérios que te fazem praticamente morder, mastigar e engolir as páginas desesperadamente. E essa ânsia desenfreada tem início quando somos apresentados à Serafine Delay, o ponto central desse universo fantástico. Serafine é o tipo de personagem que te cativa assim que você coloca os olhos nas primeiras letras que a definem: ela é forte, corajosa, carismática, teimosa, inteligente e extremamente intuitiva. Por portar essas características e mais algumas outras que a diferenciam dos habitantes de Vila do Sol, nosso cenário inicial, já sabemos que não estamos diante de qualquer personagem. Serafine tem um passado, uma missão e precisa enfrentar os mais diversos tipos de desafios para conseguir almejar aquilo que persegue. 

Em seguida, somos apresentados lentamente aos demais personagens que dividem essa aventura com ela, e fugindo um pouco do que costumo fazer, preciso falar deles também, pois é impossível falar dessa história sem mencioná-los. Começo pelo rabugento, gentil, corajoso, resmungão e leal Jarek Hargon, que mostra-se como o tipo de personagem que te arranca risadas pelo humor ácido e impaciência que fazem parte de seu DNA. Também conhecemos a dócil, poderosa e linda Ývela, que mantém o equilíbrio na maior parte do tempo quando as personalidades explosivas ficam atiçadas, e por último e não menos importante, o cortês, educado, fofo e inesquecível Guillian, uma figura exótica e carismática que te faz amá-lo em menos tempo do que você é capaz de perceber. Esses três, junto a Serafine, formam o elenco principal de um livro grandioso em todos os aspectos.

São muitas páginas, muitas aventuras e a observação inicial que faço é: livros que te aproximam dos personagens são, por si só, obras que merecem algum destaque a mais, como é o caso desse primeiro volume dos Mistérios de Warthia. Acompanhamos personagens humanos, reais, que sentem medo, têm sua fé colocada à prova, precisam superar seus próprios limites e passam por traumas que os fazem crescer, como na vida real. Ao mesmo tempo em que estamos diante de um mundo de fantasia, estamos também diante de criaturas que tem sentimentos muito antes de serem guerreiros numa missão onde o mundo da magia depende deles. E é nítido o amadurecimento, crescimento e evolução em cada página, em cada parágrafo.  Nesse ponto quero elogiar imensamente Denise Flaibam pela sensibilidade e plena noção de que quando estamos lendo um livro, adquirimos uma espécie de cordão umbilical com ele. Então tudo que os personagens sentem é partilhado, e isso vai das dores às alegrias. Então sim, eu gargalhei, mas eu também me emocionei.

Outro ponto interessante é perceber como a autora trabalha a questão do romance (porque sim, há romance, leitores!) de uma maneira consciente e muito, muito delicada. Eu particularmente sempre me deparei com muitos livros em que a paixão e o sentimento posterior que envolve o casal é um processo extremamente rápido, mas esse processo em Warthia foi extremamente bem trabalhado, mostrando-se infinitamente delicado e sensível ao mostrar que antes de qualquer coisa, as pessoas precisam ser amigas, precisam se conhecer, partilhar momentos em que sim, nem sempre somos perfeitos. Afinal de contas, a arte de gostar de alguém vem de justamente conhecer todas as facetas dessa pessoa e ainda sim a querer para si. Mais uma vez bato palmas para Denise Flaibam, que trouxe essa questão ao livro de maneira divertida, leve e muito envolvente.

Termino essa resenha com leve pesar, porque apesar de tudo que falei, não é possível descrever a grandiosidade desse livro em meros parágrafos. Por isso, leitor, fica aqui minha indicação: não hesite em tentar descobrir Os Mistérios de Warthia. A magia está em todo lugar, e nem sempre você tem oportunidade de ver...

  


Disponível em: http://www.amazon.com.br/Profecia-Midria-Mist%C3%A9rios-Warthia-Livro-ebook/dp/B00WC1H03A/ref=sr_1_3?ie=UTF8&qid=1429934013&sr=8-3&keywords=warthia

Página Oficial: https://www.facebook.com/OsMisteriosdeWarthia/

Nenhum comentário:

Postar um comentário